quarta-feira, 25 de maio de 2016

Megadeth, a síntese

         
          De repente o cara é despertado com dor de cabeça por causa de mais uma ressaca. Quando abre os olhos vê os vultos de três homens cabeludos e maltrapilhos. Um deles, o mais baixo e com sotaque engraçado diz: _Dave, você está fora da banda e nós já compramos a passagem de volta a Los Angeles! _O embriagado guitarrista pergunta a que horas sairia o avião e recebe a noticia de que o ônibus partiria em uma hora. O sujeito em questão era Dave Mustaine e a banda era o Metallica. Foram 18 horas viajando de ônibus até chegar em seu antigo apartamento em Los Angeles. Tempo suficiente para sentir muita raiva e planejar detalhadamente sua vingança. O nome que surge na mente é Megadeth. O jovem que saíra de casa aos 15 anos e alugou um apartamento com dinheiro do tráfico de drogas. Uma de suas clientes, normalmente sem dinheiro para sustentar seu vício, oferecia discos do Black Sabbath, Judas Priest e Iron Maiden para satisfazer suas necessidades. Juntou-se a banda Panic com o objetivo de seguir carreira tocando guitarra. Agora tinha seu sonho interrompido ao ser demitido, segundo ele, injustamente da banda que tinha tudo para estourar. Um dia, ao ser incomodado por um moleque tocando baixo, arremessou um vaso de plantas sobre o ar condicionado do apartamento de David Ellefson. Os dois se tornariam amigos pouco tempo depois. O jovem vai até o apartamento de Mustaine com desculpa de perguntar sobre lojas de bebidas. Ali vê o ruivo executar seus riffs velozes e se empolga com a ideia de formar uma banda.
          Nasce o Megadeth, fruto do insaciável desejo de vingança de Mustaine em relação ao Metallica. Cansado de procurar vocalista e trocando constantemente de formação e gravar demos, Dave Mustaine assume os vocais e as guitarras. Busca um segundo guitarrista para encorpar o som da banda, Kerry King do Slayer toca um tempo na banda neste periodo. A formação se estabiliza mais adiante com Gar Samuelson na bateria, Chris Poland na guitarra, David Ellefson no baixo e Dave Mustaine nas guitarras e vocais. Com essa formação gravam 2 álbuns, Killing Is My Business... And Business is Good de 1985 e Peace Sells... But Who's Buying? de 1986. A banda vai relativamente bem com o primeiro álbum lançado por uma gravadora independente e se afirma com o segundo, já com uma gravadora mais formal. Se Dave Mustaine e Dave Ellefson eram fãs de Metal, os outros dois eram mais ligados ao jazz, sendo músicos mais técnicos, isso deu uma sonoridade bem característica para o Megadeth. O vício em drogas e as costumeiras bebedeiras foi o que aproximou Dave de seus companheiros de banda, mas também motivou muitas brigas.        
          Após muitas brigas e problemas com drogas, Poland e Samuelson são demitidos e em seus lugares entram Jeff Young e Chuck Behler respectivamente. Essa formação grava So Far, So Good... So What de 1988. Nesse álbum há uma música que Mustaine escreveu inspirado no sentimento causado pela morte de seu amigo e ex colega de Metallica, Cliff Burton em um acidente de transito na Suécia. O disco é um sucesso, mas nada fazia o Megadeth superar o Metallica. O resultado foi uma viagem catastrófica ao submundo das drogas. As neuroses do lider do Megadeth fazem com ele demita seu guitarrista e seu baterista novamente. Após um tempo na reabilitação, Dave Mustaine chama Nick Menza para a bateria e Marty Friedman para a guitarra. Em 1990 lançam Rust in Peace, sucesso de vendas e um disco clássico do Thrash Metal. Parecia que a vingança de Mustaine chegara com uma grande turnê. Por um tempo ...And Justice For All e Rust in Peace eram comparados e o segundo se mostrava mais relevante. Porém, em 1991 o Metallica lançava o álbum homônimo e sairia para a sua turnê de maior sucesso e de maior duração. Isso para o líder do Megadeth foi amargo demais para engolir. Mesmo lançando o bem sucedido e clássico Countdown to Extinction em 1992, o Megadeth via sua co-irmã e rival colher os louros da vitória. Esse álbum, a exemplo do preto do Metallica, possuia uma sonoridade mais polida e com composições mais variadas e isso foi interessante para a banda comercialmente. No mesmo embalo foram gravados Youthanasia de 1994 e Cryptic Writings de 1997. Esses álbuns em nenhum momento mancham a discografia do Megadeth, mas isso mudaria em seguida.
          Durante a Turnê de 1997 o baterista Nick Menza é diagnosticado com um tumor no joelho. Por sorte era benigno e pode ser operado e se recuperou bem. Ainda no hospital o baterista é avisado por telefone que estava sendo demitido. Para seu lugar Dave Mustaine chamou Jimmy Degrasso e em 1999 o Megadeth lança o álbum Risk. Para muitos um tiro no pé, por flertar com música eletrônica e pop. Nessa época Marty Friedman também é demitido. Os motivos ainda não foram esclarecidos de forma definitiva, mas oficialmente ele preferiu investir numa carreira solo e não tocou mais em bandas. Em muitas entrevistas alegou que o direcionamento musical da banda e a forma de seu líder lidar com as situações já não lhe agradavam mais.
          No dia 21 de maio deste ano, Nick Menza morre por problemas no coração e deve estar ao lado de Gar Samuelson em algum lugar falando mal de Mustaine por suas demissões. O fato é que Dave Mustaine é um líder intransigente e muitas injusto, pois cobra coisas de seus músicos que várias vezes nem ele mesmo cumpria. Nesse meio tempo chegou a ser processado por seu grande parceiro Dave Ellefson, mas este voltou pra banda a alguns anos e agora estão novamente em paz. Dave se converteu a cristianismo e já não toca algumas das antigas músicas com letras obscuras e falando de satanismo, entretanto nunca foi tão ácido em suas criticas politicas e sociais como hoje. Durante os anos o comportamento de Mustaine atraiu polêmicas e confusões. Contudo, parece que após se recuperar de uma inflamação no tendão do braço e voltar com o Megadeth após dois anos de inatividade fizeram seu líder ficar em paz com seu passado.      
          Dave Mustaine talvez tenha passado grande parte de sua vida amargurado pela sua raiva do Metallica e buscado a satisfação nas drogas e não nas coisas que ele conquistou como músico. Talvez nem seus momentos mais radicais e lúdicos do início de carreira ele pudesse imaginar que chegaria tão longe. Hoje com 15 álbuns de estúdio e ter contado com grandes músicos em suas diversas formações, o Megadeth é uma das maiores bandas de Metal de todos os tempos e tudo graças a fúria de Dave Mustaine. Ele não é o maior guitarrista do Thrash Metal, mas com certeza é um dos mais importantes da história do Heavy Metal. 

Postar um comentário